Governo quer mais investimento empresarial no Autoconsumo

Ficou ainda mais fácil para as empresas apostar numa Unidade de Produção para Autoconsumo (UPAC) e minimizar o aumento dos preços da eletricidade!
 
A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) assinaram um despacho conjunto que agiliza os procedimentos associados ao investimento em Unidades de Autoconsumo até 50 MW.
 
As empresas que pretendem investir na energia solar como fonte primária deixam, a partir do dia 31 de outubro, de ser obrigadas a pedir uma avaliação prévia para projetos cuja potência instalada seja inferior a 50MW, desde que “não se localizem total ou parcialmente em área sensível, que não integrem ligações através de linhas elétricas aéreas adicionais e que sejam instalados em coberturas e ou fachadas de qualquer edifício ou de parque de estacionamento preexistente”, à semelhança do que já acontece com as Unidades de Produção para Autoconsumo de 1 MW.
 
O mesmo despacho simplifica ainda o procedimento “para as instalações que apresentem potência instalada inferior a 10 MW e sejam instalados em parques ou estabelecimentos industriais já licenciados, desde que a potência total instalada no parque ou estabelecimento industrial, de origem em energia solar, não atinja ou ultrapasse 50 MW, não contabilizando para o efeito a potência instalada em coberturas ou fachadas”, pode ler-se no documento.
 
Não perca mais tempo e peça a sua avaliação gratuita à Sotecnisol Power & Water, a empresa líder de mercado em autoconsumo industrial!
Copyright © 2021 Power & Water uma empresa do Grupo Sotecnisol | Powered by Byte Brand